Mitos sobre o PIX

Mitos sobre o PIX

“Você tem PIX?”

Essa é uma pergunta que aterroriza boa parte das pessoas atualmente.

O PIX é um sistema de transferência de valores instantânea desenvolvido pelo Banco Central do Brasil.

Informações distorcidas além de notícias a respeito de fraudes são responsáveis pelo medo que muitas pessoas têm em adotar a utilização desse sistema. 

Para as gerações mais novas como a Z e os Millennials a adaptação foi muita rápida e simples, pois o ambiente virtual é o quintal deles.

Para as gerações mais antigas falta confiança para aproveitar-se do Mundo Virtual e o que ele pode nos proporcionar. Claro que nada é perfeito e que como tudo na vida existe o ônus e o bônus.

Nesta mensagem vamos fazer um apanhado geral, mas você pode conferir uma matéria completa sobre “Oito Mitos e Verdades sobre o PIX” no site Techtudo clicando aqui.

1 – É necessário ter saldo em conta corrente para fazer PIX?

Isso é uma VERDADE. O Pix é muito semelhante ao TED e ao DOC, logo, se não tiver saldo na conta a transferência não será concretizada.

2 – É preciso cadastrar uma chave para usar o PIX?

Isso é um MITO. Basta que você tenha uma conta corrente num banco que possua mais de 500 mil clientes para usufruir do serviço. Cadastrar uma chave para usar o serviço PIX é uma maneira de atender à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), pois você não precisa expor os seus dados sensíveis, apenas um “apelido” que pode ser o número do celular, seu endereço de e-mail, seu CPF ou CNPJ da empresa, mas existe a possibilidade de criar chaves aleatórias que são geradas automaticamente pela instituição financeira no momento do cadastro.

3 – PIX é perigoso?

Isso é um MITO. Do ponto de vista tecnológico, o Banco Central desenvolveu juntamente com o mercado um sistema muito confiável. Porém, isso não impede que o usuário descuide e caia em algum golpe.

4 – Alguém pode usar meus dados em uma chave PIX e cometer fraudes?

Isso é um MITO. Tendo em vista como as chaves cadastradas para uso do PIX funcionam isso é praticamente impossível, pois elas servem para indicar endereços de destino e não de partida. Como todo serviço no Mundo Virtual é o operador a peça mais importante para garantir a segurança na operação.

5 – É impossível cancelar um PIX?

Isso é uma VERDADE. A única forma de você cancelar um PIX é antes da CONFIRMAÇÃO da operação. Caso isso aconteça, o próprio Banco Central sugere que se negocie com a pessoa que recebeu o PIX indevidamente a devolução do mesmo.

6 – PIX tem tarifas?

Para pessoas físicas é um MITO. Já para pessoas jurídicas é uma VERDADE, pois existe a previsão de cobrança sim, mas ainda sem data definida.

7 – É possível transferir para quem não tem chave PIX?

Isso é uma VERDADE. Se você tiver os dados bancários necessários para efetuar uma TED ou DOC e ambas as instituições financeiras fizerem uso da tecnologia, basta para que o PIX seja efetuado.

8 – É possível monitorar o comportamento pelo PIX?

Isso é um MITO. As transações efetuadas através do PIX são protegidas pela Lei do Sigilo Bancário. Além do mais, os bancos possuem outros sistemas para analisar os perfis de seus clientes.

Espero que este artigo tenha servido para esclarecer suas dúvidas e te deixar com mais segurança para utilizar deste serviço.

clique e marque um bate papo comigo alexandre goncalves

alexandre carvalho goncalves 200x200 1

 

Alexandre Gonçalves .´.

[email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *